PILATES & OUTUBRO ROSA

O Câncer de mama é o câncer mais comum em mulheres em todo o mundo e é uma das principais causas de morte por câncer entre as mulheres, sendo responsável por 23% do total de casos de câncer e 14% das mortes. Ele também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença.

São muitas as novidades na vida de uma pessoa que recebe o diagnóstico de câncer. Quimioterapia, radioterapia, sonda, cateter, remédios, queda de cabelo, diminuição da libido, enfraquecimento das unhas. Algumas engordam, outras emagrecem. As preocupações são diversas e muitas pessoas acabam deixando a prática física de lado.

No entanto, pesquisas científicas sugerem que o exercício físico não somente é seguro durante o tratamento, como traz também muitos benefícios para passar por essa fase com mais qualidade de vida. “O exercício melhora o funcionamento do corpo, diminui a sensação de fadiga causada pela quimioterapia, diminui a ansiedade e aumenta a autoestima”, informa a diretora médica do Instituto Quimioterapia e Beleza, Dra. Regina Chamon.

Além disso, os exercícios também ajudam a manter a composição corporal adequada (ou seja, a distribuição entre músculos, gordura e ossos no corpo), a diminuir a perda de massa muscular e a manter o coração funcionando bem. Pesquisas ainda apontam que a prática física durante e após o tratamento pode diminuir o risco de recorrência do câncer.

Autoexame de mama

É muito importante que as mulheres, uma vez por mês, realizem o autoexame da sua mama. O autoexame é um cuidado imprescindível para identificar:

  • Nódulos;
  • Retração de pele ou do mamilo;
  • Edemas;
  • Assimetrias;
  • Vermelhidão;
  • Secreção com sangue;
  • Gânglios que podem surgir nas axilas.

Esse procedimento deve ser realizado todos os meses, logo após o período menstrual.

De frente para o espelho nua observe o tamanho, a forma e a cor de suas mamas, edemas (inchaços), retrações (abaixamentos da pele), saliências ou rugosidades, se há presença de secreção nos mamilos. É importante realizar o autoexame, primeiramente com os braços em posição normal, e depois com o braço apoiado acima da cabeça. Caso note alguma das alterações citadas anteriormente, consultar imediatamente um ginecologista, ou mastologista.

Cuidado, pois o autoexame não substitui sua visita anual de check-up ao seu ginecologista.

A IMPORTÂNCIA DOS EXERCÍCIOS EM MULHERES COM CÂNCER.

Uma mulher já diagnosticada com câncer de mama também leva vantagem ao se movimentar regularmente. “Os exercícios eliminam o excesso de lipídios que circulam no sangue. Ai, essas moléculas não são tao aproveitadas pelo tumor como substrato para seu desenvolvimento”.

A atividade física ainda reduz a formação de vasos ao redor do câncer, que servem para abastece-lo de sangue. Em outras palavras, é como se corridas e pedaladas auxiliassem a matar o inimigo de fome!

Entretanto, antes de correr em busca desses objetivos, quem enfrenta a doença precisa tomar precauções especificas para não ameaçar a sua recuperação. “É absolutamente necessário se submeter a uma avaliação completa com o objetivo de identificar eventuais restrições de movimento ou uma anemia, por exemplo”. (Souza Cruz).

Mas não e proibido calçar o tênis e dar suas passadas por ai…movimentar-se durante o tratamento!

A pratica do Pilates, ajuda a tirar o corpo do marasmo promovendo mais autonomia à paciente, melhora o bem estar e ajuda a relaxar e dormir com mais facilidade.

 

Por Fisioterapeuta Thania Moutinho

CREFITO 3/110778-F

Compartilhe
- Vidativa Pilates Mogi Guaçu - Vidativa Pilates Mogi Guaçu - Vidativa Pilates Mogi Guaçu

Agende uma Aula Experimental Gratuita.

Preencha o formulário e nós ligamos para você!

Nosso Blog